quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

O de Orgulho


Poderia optar por falar do outro orgulho. Do orgulho que nos consome, o orgulho que às vezes se fere, o orgulho que nos perturba a humildade.
Mas quero falar deste. O orgulho que tenho nas pessoas que amo e que fazem parte da minha vida.
Orgulho-me de mim, da minha fé, dos meus ideais, das minhas convicções, da minha maneira de viver a vida.
Orgulho-me da minha mãe, o meu eterno porto de abrigo, que luta todos os dias sempre com um sorriso no rosto e sempre disponível para os outros. Orgulho-me do meu irmão, o meu pequenino tesouro, que se tornou um homenzinho com bom coração. Orgulho-me do meu pai, que mete a sua família sempre em primeiro lugar.
Orgulho-me das minhas melhores amigas e da nossa amizade de 8 anos que resiste à distância, à falta de tempo, e aos puxões de orelhas quando são necessários. Uma amizade que vale a pena conservar para sempre.
Orgulho-me do Amor, de amar e de ser amada. Orgulho-me de poder senti-lo em toda a sua verdade e de nunca o invocar em vão.
Felizmente tenho muitas pessoas na minha vida de quem me posso orgulhar. E isso orgulha-me muito.

@Peregrina

2 comentários:

Flavio Ferrari disse...

Nesse orgulho
de cabeça
eu mergulho

rolgay disse...

hi ! friend could we exchange link together?,hope it will be good if we can do here is mine:

http://cambodiantoday.blogspot.com/
thank for your kindness