terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Cadeira vazia...


Ele costumava sentar-se ali. Perto da janela, "o Sol ilumina-nos a alma, sabias?", com vista para o exterior, mas interessando-se muito mais pelo que se passava no seu mundinho, a sua casa, seu porto de abrigo.
Ali, na sua cadeira surrada pelo tempo, gasta pelas vivências de quem a utiliza diariamente, imersa de recordações de momentos que apenas ela assistiu.

Ali, com a sua bengala, a sua amiga incondicional de anos de apoio e confidências. O seu amor substituto, nas horas de aflição.
Ali, em conjunto com as paredes desgastadas pelos murmurares dos ventos e com os objectos que compõem aquela sala de emoções, onde pertence por inteiro, porque conquistou esse direito.


Dias e dias, anos e anos, a sua presença alegrou e completou aquele espaço. A sua face calma, de quem já nada espera na vida, de quem se alegra com o simples tiquetaque do relógio da parede, que avança lentamente.
Cada batida, uma vitória, um segundo a mais de vida.
O seu sorriso de quem já batalhou muito, um sorriso experiente, que adivinha o desenrolar das notas da pauta da vida, pois "esta música, já eu a toquei, minha filha...".

A cadeira encontra-se, agora, vazia. A janela já não tem ninguém para iluminar, a bengala ninguém para apoiar, e à sala falta-lhe o elemento essencial. O elemento vivo. Ele.



@Peregrina

50 comentários:

pepita chocolate disse...

Bonito,muito Bonito...

antonio - o implume disse...

Na memória de quem o amou. Simplesmente linco!

Rita disse...

Oh que bonito! Nota-se que é um texto verdadeiramente sentido, muito bom mesmo :) a morte..:( perder alguém importante dá um sentimento de vazio terrível...

Salto-Alto disse...

LINDO LINDO LINDO! Estás de parabéns! :) Lindo mesmo! E profundo... Lamento imenso pela tua perda querida...

Beijinho bem grande! :)

minii ~ disse...

Wow. Muito bom! *.*

Adorei! *.*

Beijinho*

O'Sanji disse...

Repito-te: Que bonito!

Branca disse...

Muito bonito o texto...
não pense na perda, pense na alegria de ter partilhado momentos tão intensos com esse que adivinhava o desenrolar das notas da pauta da vida...achei lindo isso...
Gostei de sua visita pois deu-me oportunidade de conhecer esse espaço tão lindo...
bjo,
Branca.

Vanessa. disse...

Lindíssimo, mesmo!

Anónimo disse...

"(...)e à sala falta-lhe o elemento essencial. O elemento vivo. Ele."

Muito profundooo ;)
*

Anónimo disse...

Ele estava sozinho, a verdade por vezes também, mas ela basta-se a ela própria.

www.RAZAODES-TEMIDA.blogspot.com

Ele alegra-se com os ponteiros do relógio, a verdade luta contra quem a quer calar.

www.RAZAODES-TEMIDA.blogspot.com

Ele morreu, a verdade nunca morreu, não morre, nem nunca morrerá.

www.RAZAODES-TEMIDA.blogspot.com

Temida.
Destemida.

www.RAZAODES-TEMIDA.blogspot.com

www.RAZAODES-TEMIDA.blogspot.com

www.RAZAODES-TEMIDA.blogspot.com

Aposto que axas que o 11 de Setembro foi causado por Terroristas Islamicos...

Aposto que festejas o 25 de Abril porque foi uma Revolução...

Aposto que está enganado.

www.RAZAODES-TEMIDA.blogspot.com

www.RAZAODES-TEMIDA.blogspot.com

www.RAZAODES-TEMIDA.blogspot.com

Majo disse...

Eu tb conheço uma cadeira dessas (aliás, um cadeirão)... e aquela sala nunca mais foi a mesma sem a minha Vó...

Lindo. Parabéns.
Bjinho e uma lágrima de saudade

Pelos caminhos da vida. disse...

Lindo!

Bom dia.


bjs.

Dawa disse...

Um texto bonito que me fez lembrar mt alguém que já não ocupa o lugar que devia.
Beijinho grande

alfabeta disse...

Que mais posso dizer para além do que foi dito!?

Lindo. bjs

M R N Y disse...

show seu blog está.

parrabens.

estou a te acompanhar. me acompanhe tbm .

abraços..

Marcus Henrick disse...

Ficam Lembranças, marcas e recordações, que nos apontam caminhos e direções..
que O Elemento VIVO esteja dentro Em NÓS !!

é Mto Bom peregrinar até aqui !!
Abraço!

Martunis disse...

Bonito...

Tb conheço uma cadeira assim. Cadeira, sofá, sala, casa...coração ou outra coisa qq.

O espaço pode estar vazio, mas é só no olhar!!!!

Posso voltar?

Tata disse...

Oi,

Triste a falta do espaço antes ocupado com tanto amor!!!!
Lembre-se dele com lembranças boas, momentos vividos juntos,não lamente apenas lembre!!!

A respeito do seu coment lá no meu blog......sim ele me segue.....
em meus pensamentos, na minha escrita e no meu coração.....

bjinhos carinhosos!

Alguém disse...

É, realmente, triste a falta que fazem... Mas continuam por cá, connosco! Temos é de recordar :-)

beijinho

The Hazy Looker disse...

Belíssimo texto! Verdadeiramente tocante.

Um beijo grande.

★ Aralis ★ disse...

um texto muito bonito, sem duvida.nostalgico...roça o deprimente, mas faz sentir...
jokitas e obrigada pelo texto

Rak disse...

Consegui entender perfeitamente os sentimentos, não diria bonito diria sublime...
Obrigado por teres passado no meu espacinho... Assim pude ter oportunidade de conhecer o teu *hugs* adorei

Anjo Negro disse...

A dor é grande, a saudade é enorme ...
Tbm tenho uma cadeira vazia na minha vida ...

Lamento a perda, sei que doi ... Escreve, escreve, que ajuda, a mim ajudou me muito ...

O texto está cheio de amor ...
E esse jamais irá desaparecer ...

Beijos Anjo Negro

paradoXos disse...

Se gostei?

Adorei, principalmente o último parágrafo. Está poderoso!!

Sofia disse...

obrigada pela visita

bruxamarytsha disse...

Nossa, deu saudades de meu pai, belíssima reflexão, beijocas

marta. disse...

e ali falta ele :$

Brisa em ti disse...

Sopro-te um BLOG DE OURO!
bj

Olavo disse...

Lindo..lindo poema..de lembranças de marcas que uma vida deixou..
beijão

Robin K disse...

Muito bonito.
Gostei muito do que li.

Miguel Barroso disse...

Muito bom, para não variar.



Abraços d´ASSIMETRIA DO PERFEITO

AugustoMaio disse...

Lindo. O sol ilumina mesmo. E a luz da foto está uma delícia.

Pelos caminhos da vida. disse...

Prêmio lá no blog para vc.

beijooo

Sonia Schmorantz disse...

Façam tardes as manhãs
Façam artes os artistas
Faça parte da maçã
A condenação prevista
Façam chuvas os Xamãs
Façam danças as coristas
Façam votos que esta corda
Não sabote o equilibrista

Façam Beatles "For No One"
Faça o povo a justiça
Faça amor o tempo todo
Que amor não desperdiça
Faça votos pra alegria
Faça com que todo dia
Seja um dia de domingo

Façam tardes as manhãs
Façam artes os artistas
Faça parte da maçã
A condenação prevista

Façam Beatles "For No One"
Faça o povo a justiça
Faça amor o tempo todo
Que amor não desperdiça
Faça votos pra alegria
Faça com que todo dia
Seja um dia de domingo

(Osvaldo Montenegro)

Votos de um lindo final de semana
Um abraço

Patricia Daniela ♥ disse...

lindo, mesmo!

Laidita disse...

Óptimo texto, fez-me lembrar outras cadeiras vazias, esvaziadas ao longo dos anos!

Bjs!

Salto-Alto disse...

Querida, está tudo bem? Depois do teu último post fiquei um pouco preocupada... Qualquer coisa, sabes onde me encontrar. Beijinhos!

Rach disse...

Lindo...e igualmente triste. Perder alguém deixa-nos vazios por dentro e ao mesmo tempo tão cheios de saudade. :(
beijinho*

Ninja! disse...

Excelente texto, os meus parebéns, gostei muito de o ler!

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

O AMOR
Amo o amor que se reparte
em beijos, leito e pão.
Amor que pode ser eterno
mas pode ser fugaz.
Amor que se quer liberar
para seguir amando.
Amor divinizado que vem vindo
Amor divinizado que se vai.

Pablo Neruda

Passei para desejar-lhe um domingo e uma semana cheio de amor e felicidade.
Abraços

carmen disse...

Que post mais lindo... e triste ao mesmo tempo...

Eu, que estou acompanhando e vendo a minha mãe partir, dia a dia...
Fiquei emocionada!

Na minha sala de estar tem a cadeira que foi do meu pai, já falecido há 20 anos, e todas as vezes que paro para admira-la, por ser linda e peça antiga, além de ser de estimação, me lembro do meu pai, seu olhar sereno, sua bondade em sempre entender os outros, mesmo que fossem pessoas com outras idéias que as suas...

Lembranças que ficarão, do seu exemplo, da sua sabedoria, do seu amor, que mesmo calado, era vivo e nos aquecia...

Muitas vezes só uma companhia, mas já sendo o bastante...

Vou lá na casa da minha mãe partilhar mais alguns momentos que Deus ainda nos dá de convivência, de cumplicidade... de amor, apesar de ser um amor de poucas falas e de poucas demonstrações
Aprendi a aceitar o seu amor, da forma que ela sabe me dar... Grande aprendizado...

bjs

Lu.a disse...

Muito bonito...mas muito triste! :S

mateo disse...

... lutou, dia a dia, por mais um dia. E, quando partiu, deixou-lhe a luta, dia a dia, por mais um dia.
Bjs

Bruno Fehr disse...

Belo texto, não sei se é ficção ou um tributo, mas o que quer que seja, está muito bem conseguido.

Fuxa disse...

" No coração de quem ama , o sol brilhará sempre " :) ! Texto lindíssimo, mais uma vez :) ! Beijinho enorme *

Sonia Schmorantz disse...

"A solidão
Faz da noite
Cárcere privado.
A saudade
É um acorde
Afinado!
Sangrando"

Um abraço com carinho

nuvem disse...

Belíssimo este teu texto...

Um beijo

Soph!a ღ disse...

Fantástico... ;)

Nelson A Soares disse...

Lindíssimo. Fiquei impressionado... É um texto lindo, inspirador até. Gostei mesmo muito! Espero que não esqueças quem dessa cadeira de que falas fez sua... Porque é cruel, para ti e para quem te observa das estrelas. Guarda-o na memória e no coração, e segue a tua vida com um sorriso no rosto e vontade de desvendar o futuro na alma. Mais não devia querer quem partiu... =)



STay Well

freefun0616 disse...

酒店經紀人, 菲梵酒店經紀, 酒店經紀, 禮服酒店上班, 酒店小姐兼職, 便服酒店經紀, 酒店打工經紀, 制服酒店工作, 專業酒店經紀, 合法酒店經紀, 酒店暑假打工, 酒店寒假打工, 酒店經紀人, 菲梵酒店經紀, 酒店經紀, 禮服酒店上班, 酒店經紀人, 菲梵酒店經紀, 酒店經紀, 禮服酒店上班, 酒店小姐兼職, 便服酒店工作, 酒店打工經紀, 制服酒店經紀, 專業酒店經紀, 合法酒店經紀, 酒店暑假打工, 酒店寒假打工, 酒店經紀人, 菲梵酒店經紀, 酒店經紀, 禮服酒店上班, 酒店小姐兼職, 便服酒店工作, 酒店打工經紀, 制服酒店經紀, 酒店經紀, 菲 梵,酒店,